noticias

Newsletter

 

Compartilhe

SuidicioCampanha2017 minDesde o dia 4/9, o Castelo do Mourisco da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) está iluminado de amarelo, e assim permanecerá durante todo o mês. A iniciativa é uma forma de apoio à campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. A ação acompanha uma importante data: 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida por ano em todo mundo. É quase uma morte a cada 40 segundos. No Brasil, a questão também é alarmante. De acordo com o Ministério da Saúde, o País é o oitavo colocado no ranking da OMS, com 31.507 casos de suicídio registrados entre 2012 a 2014.

O Setembro Amarelo foi iniciado no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) em 2014, concentrado em Brasília. Em 2015 as ações começaram a se desdobrar por as regiões do País.

Fiotec apoia projetos relacionados

 Na Fiocruz, são realizados diversos projetos e pesquisas relacionados à temática. A questão já faz parte da agenda multidisciplinar da instituição. A Fiotec já apoiou alguns cursos de especialização em saúde mental e atenção psicossocial, ministrados em unidades da Fiocruz. Hoje a fundação apoia o projeto da Diretoria Regional de Brasília (Direb/Fiocruz), que tem o objetivo de criar alternativas de cuidado, de base comunitária, para humanizar e melhorar o atendimento às pessoas com transtornos mentais, principalmente nas populações indígenas.

Conhecer e explorar o problema é a principal forma de prevenção. Por isso, o assunto é tão importante. A Fiotec também apoia a campanha e acredita no slogan “falar é a melhor solução”!