noticias

Em parceira com a Rede Global de Bancos de Leite Humano (rBLH), que conta com o apoio da Fiotec, o Ministério da Saúde lançou a campanha nacional “Doe Leite Materno, Ajude Quem Espera por Você” no dia 18 de maio. O objetivo da ação é incentivar mães que amamentam a serem doadoras voluntárias, ampliando o estoque de leite materno coletado e distribuído aos recém-nascidos prematuros e de baixo peso.

Durante o evento de lançamento da campanha, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, afirmou que é necessário “parabenizar e continuar incentivando essas mães a doarem o leite materno para que outras possam ver seus filhos crescerem fortes e saudáveis. Tenho orgulho de sermos referência na estratégia de Bancos de Leite para outros países. É importante lembrar que doações de leite salvam vidas, qualquer quantidade é importante para bebês prematuros e de baixo peso”.

A campanha enfatiza exatamente o fato de qualquer quantidade do alimento ser tão importante para os bebês, pois, dependendo do peso do prematuro, 1ml de leite materno já é suficiente para nutri-lo cada vez que for alimentado. Por isso, toda quantidade doada aos bancos de leite é de grande valor.

Saiba como doar

Toda mulher que amamenta é uma possível doadora, basta estar saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação. Por isso, quem estiver amamentando e quiser doar, basta procurar o banco de leite mais próximo ou ligar para o Disque Saúde, no número 136.

Antes da coleta, é aconselhável que a doadora faça uma higiene pessoal, cobrindo os cabelos com lenço ou touca, usando pano ou máscara sobre o nariz e a boca, lavando bem as mãos e os braços, até o cotovelo, com bastante água e sabão. As mamas devem ser lavadas apenas com água e, em seguida, secadas com toalha limpa. O leite deve ser coletado em local limpo e tranquilo. Para mais informações, acesse o site da Rede Global de Bancos de Leite Humano (rBLH).

*Com informações do portal do IFF/Fiocruz.