noticias

O reconhecimento do empenho dos doadores voluntários não remunerados é o foco da campanha da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) para o Dia Mundial do Doador de Sangue de 2018. A data celebrada sempre em 14 de junho, este ano buscará conscientizar o público da necessidade de mais doações voluntárias regulares para garantir a qualidade, a segurança e a disponibilidade do sangue e seus derivados.

O tema “Seja solidário. Doe sangue. Compartilhe vida”, tem o objetivo de destacar valores humanos fundamentais, todos presentes no indivíduo que se torna doador regular. As transfusões de sangue e de seus componentes ajudam a salvar milhões de vidas todos os anos, além de contribuírem para que os pacientes de doenças potencialmente mortais vivam por mais tempo e com melhor qualidade de vida. O atendimento materno-infantil, na gravidez, e a resposta emergencial no caso de desastres, são outras ocasiões em que as transfusões de sangue são vitais.

Os serviços de hemoterapia, fator-chave para que sistemas de saúde como o SUS sejam eficazes, somente podem assegurar um fornecimento satisfatório se as doações voluntárias e não remuneradas sejam regulares. Gozar de boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, e pesar no mínimo 50 quilos, são algumas das condições para uma pessoa tornar-se doadora de sangue.

Conheça todos os requisitos para doação de sangue.

*Com informações do portal da Opas/OMS.