Covid-19: Fiocruz Brasília lança curso em saúde mental - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

A Fiocruz Brasília divulgou, nesta quinta-feira (7/5), chamada pública para seleção do Curso de Atualização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Covid-19, na modalidade a distância. O curso foi desenvolvido pela Escola de Governo Fiocruz - Brasília em parceira com o Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres (Cepedes/Fiocruz). Confira a Chamada Pública

As inscrições podem ser feitas entre os dias 7 de maio e 7 de junho. As vagas são limitadas. A atualização é voltada aos profissionais de saúde e áreas afins no campo da Saúde Mental e Atenção Psicossocial (Smaps) que estejam trabalhando ou venham a trabalhar durante a pandemia de Covid-19, e tem como objetivo proporcionar subsídios para o entendimento global do cuidado em Saúde Mental e Atenção Psicossocial em situações de pandemia do novo coronavírus, bem como oferecer ferramentas que auxiliem a compreender e a elaborar estratégias de planejamento, preparação e resposta para população em geral, pacientes infectados, familiares e trabalhadores da linha de frente. O curso foi construído com base nas cartilhas da série Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Covid-19 da Fiocruz.

“Organizamos o curso de Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Covid-19 a fim de capacitar profissionais da saúde para a realização dos primeiros cuidados psicológicos como uma resposta de enfrentamento à pandemia. Destacamos que esta iniciativa é inovadora e pode contribuir, por meio de suporte técnico-informativo, para que os profissionais lidem de modo mais assertivo e cuidadoso com as adversidades que se instalam em função da pandemia”, afirmam os coordenadores da capacitação Fabiana Damásio, diretora da Fiocruz Brasília, Débora Noal e Carlos Machado de Freitas. Os profissionais serão certificados com um título de atualização (40h) gerado automaticamente pela plataforma EaD. Para isso, deverão ter aproveitamento mínimo de 70% nas atividades.


Continue lendo.