Fiocruz/CE e Fiotec assinam convênio para produção de medicamento para tratamento da leucemia - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

Prédio da Fiocruz Ceará no Polo Industrial e Tecnológico da Saúde de Eusébio.

Aconteceu na última sexta-feira (29/11) em Eusébio, cidade da região metropolitana de Fortaleza, a apresentação de uma importante pesquisa liderada pela Fiocruz Ceará, com apoio da Fiotec, em parceria com o Banco do Nordeste. O convênio assinado pelas três partes tem o objetivo de desenvolver um medicamento de conteúdo nacional, derivado da L-asparaginase humana, enzima essencial no tratamento da Leucemia Linfoide Aguda.

O estudo é coordenado pelo biofísico Marcos Lourenzoni, especialista em Ciências, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública da Fiocruz Ceará, e pretende solucionar o gargalo do desabastecimento da L-asparaginase no Brasil, enfrentado hoje pelo Ministério da Saúde. O convênio trabalha na produção de um medicamento inovador e, principalmente, de largo alcance social.

A pesquisa permitirá inovar na proposição de variantes da enzima com fenótipos evoluídos, produzindo assim um medicamento de melhor qualidade. Além disso, utilizando enzimas humanas, possibilitará eliminar efeitos adversos observados nos produtos comerciais atualmente no mercado internacional.


Com informações do portal Expresso Ceará.