Ensp/Fiocruz abre inscrições para Residência Multiprofissional em Saúde do Trabalhador - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

(Foto: Raul Santana/Fiocruz Imagens)

Estão abertas, até o dia 3 de fevereiro, as inscrições para o Programa de Residência Multiprofissional em Saúde do Trabalhador, ano 2020/2022, do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/Ensp/Fiocruz). Ao todo, serão ofertadas quatro vagas para graduados em enfermagem, psicologia, fisioterapia e saúde coletiva.
 
A atividade tem como objetivo formar profissionais, por meio de curso de Residência Multiprofissional em Saúde, com ênfase na Atenção IntegralVigilância e Educação em Saúde do Trabalhador, para atuar na Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (Renast) e no Sistema Integral de Atenção à Saúde do Servidor (Siass).
 
O coordenador adjunto do curso, Gideon Borges, ressaltou a importância dessa formação. “Ela será essencial para a saúde do trabalhador porque é um campo que tem a prática como ponto primordial, e a saúde do trabalhador dá bastante mérito para as experiências que os trabalhadores constroem na vida profissional. Permite, ainda, uma instrução mais sólida em termos de modalidade de educação, ou seja, o aluno aprende fazendo e amplia o escopo de atuação do Cesteh, no que se refere à formação do campo, ampliando a oferta nessa área”, salientou.   
 
A prática, como ponto principal da residência e também por buscar atender a principal demanda dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), foi um dos pontos comentados pela coordenadora adjunta, Cristina Stausz. “Buscamos quais os tipos de formações que os Cerest queriam e descobrimos que a necessidade é uma formação voltada mais para a prática. O curso foi pensado a fim de atender essas expectativas. O programa vai contribuir para rede nacional da saúde do trabalhador em sua totalidade. É uma formação bastante consistente” concluiu. 
 
A residência é uma parceria da Escola Nacional de Saúde Pública com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/RJ), a Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias (SMS/DC) e a Coordenação Geral de Pessoas da Fundação Oswaldo Cruz (Cogepe), com financiamento do Ministério da Saúde (MS), caracterizando uma residência interdepartamental (Cogepe, Cesteh, Dihs/ENSP serão utilizados como campus de prática), interunidade e interinstituições. 
 
As inscrições devem ser feitas pela Plataforma Siga. Para mais informações, acesse o edital.