Covid-19: Fiocruz apoia campanha 'Cuidar é Resistir' do Fórum de Comunidades Tradicionais (FCT) - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

(Foto: Eduardo Napoli/Comunicação OTSS)

Com apoio da Fiocruz e diversas outras instituições, o Fórum de Comunidades Tradicionais (FCT) lança a campanha Cuidar é Resistir para reforçar o apoio a territórios tradicionais de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba duramente atingidos pela Covid-19. Entre outras ações, a iniciativa visa arrecadar recursos para aquisição e distribuição de alimentos e artigos de primeira necessidade às comunidades tradicionais e ampliar trocas solidárias de pescado e produtos agroecológicos entre territórios indígenas, caiçaras e quilombolas da Bocaina. 

“Neste momento difícil, precisamos apoiar as comunidades em diversas frentes: aquisição de alimentos, distribuição de material higiene, disseminação de informações confiáveis, contenção do turismo em territórios tradicionais, apoio em projetos e editais de resposta à pandemia e reforço da economia solidária para que possamos ampliar as trocas de pescado e alimentos agroecológicos entre as próprias comunidades”, destaca Vagner do Nascimento, Coordenador do FCT e Coordenador Geral do Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS).

Principal movimento de articulação de povos e comunidades tradicionais da Bocaina, o FCT é um movimento social que integra povos indígenas, caiçaras e quilombolas de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba para a luta conjunta em defesa de seus direitos e territórios tradicionais. Fundado em 2007, atua nas áreas de agroecologia, saneamento ecológico, educação diferenciada, pesca artesanal, turismo de base comunitária, cartografia social e justiça socioambiental a partir da liderança e protagonismo das próprias comunidades.

O FCT integra também a coordenação geral do Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS) ao lado da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), instituição de ciência e tecnologia em saúde apontada pela OMS como referência em Covid-19 nas Américas. Criado em 2009, o OTSS é um espaço tecnopolítico de geração de conhecimento crítico, a partir do diálogo entre saber tradicional e científico, para o desenvolvimento de estratégias que promovam sustentabilidade, saúde e direitos para o bem viver das comunidades tradicionais em seus territórios.

“O impacto dessa crise sobre povos e comunidades tradicionais é extremamente grave e a Fiocruz se orgulha de ser parceira do Fórum de Comunidades Tradicionais na luta pela proteção destes territórios frente aos desafios da pandemia”, destaca Edmundo Gallo, pesquisador titular da Fiocruz e Coordenador Geral do OTSS.

Integração entre saberes tradicionais e científicos

O Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS) tem suas atividades apoiadas pela Fiotec desde 2013, voltado sempre à promoção da pesquisa e desenvolvimento tecnológico para a gestão sustentável dos recursos hídricos com o objetivo de melhorar a qualidade da água para consumo humano, coleta e destinação de resíduos sólidos e saneamento ecológico.

Também faz parte de seu escopo a criação de uma incubadora de tecnologias sociais para apoiar projetos de desenvolvimento de produtos, técnicas e/ou metodologias desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação socioambiental do território, como é o caso da campanha Cuidar é Resistir.


Continue lendo