projetos-em-destaque

Dengueok

Transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença viral que se espalha rapidamente pelo mundo. Nos últimos 50 anos, a incidência aumentou 30 vezes, com ampliação da expansão geográfica para novos países e, na presente década, para pequenas cidades e áreas rurais. É estimado que 50 milhões de infecções por dengue ocorram anualmente e que aproximadamente 2,5 bilhões de pessoas morram em países onde a doença é endêmica. De acordo com dados do Ministério da Saúde, no Brasil, a transmissão vem ocorrendo de forma continuada desde 1986, intercalando-se com a ocorrência de epidemias, geralmente associadas com a introdução de novos sorotipos em áreas anteriormente indenes ou alteração do sorotipo predominante.

Este projeto faz parte do programa “Framework Program 7”, da União Europeia, e visa identificar sinais clínicos e laboratoriais precoces de evolução clínica da dengue grave, através de um teste realizado em 500 voluntários com mais de 5 anos de idade. Pacientes com menos de 72 horas de febre terão sua evolução clínica acompanhada, por até 15 dias, depois do início do estado febril. Após isso, serão identificados os fatores clínicos específicos de dengue aguda, de prognósticos de dengue grave e fatores laboratoriais. Então, serão desenvolvidos classificadores combinando os fatores clínicos e laboratoriais. O objetivo é contribuir para as novas recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o manejo da dengue no Brasil.