projetos-em-destaque

O número de pessoas privadas de liberdade (PPL) vem aumentando gradativamente, registrando um aumento de 575% se compararmos os anos de 1990 e 2004, por exemplo. Paralelamente, amplificou-se a transmissão de tuberculose nas cadeias públicas, devido ao confinamento em ambientes não ventilados, o que causa ainda a hiperemia da doença. Não apenas para os encarcerados, mas para os trabalhadores desses locais, para suas famílias, e para os locais urbanos, o que contribui para a ampliação do quadro de epidemia no País.

Nesse contexto, o rastreio da doença é feito em prisões, contudo, de maneira ineficaz. Estabelece-se o método de rastreamento baseado na incidência de tosse por duas ou mais semanas. Comparado ao rastreamento radiológico a técnica utilizada hoje é muito inferior, porém muito mais acessível nos aspectos da implementação e controle operacional. Por isso, é de grande importância pesquisar novas estratégias de rastreamento da doença, considerando o bom resultado e o baixo custo.

Sendo assim, a Baciloscopia e Cultura apresentam enormes vantagens, além de grande desempenho, quando comparadas ao atual método de rastreio da doença. Apesar de ter um custo reduzido comparado à radiologia, denota-se ainda complexidades logísticas, devido à necessidade de se contratar especialistas para sua aplicação. Desta maneira, o projeto em questão visa uma forma de controlar a tuberculose utilizando um novo método de simples logística para, assim, implementá-lo em larga escala.

 

Vagas