Começa a 71ª edição da Reunião Anual da SBPC - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

Foto: divulgação MCTIC

Começou neste domingo, 21 de julho, a 71ª edição da Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o maior evento de divulgação científica da América Latina. Cerca de 15 mil pessoas são esperadas para participar das atividades que se realizam até o dia 27 na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), em Campo Grande.

As inscrições para o evento, que podem ser feitas no site até 26 de julho até às 12h, ou presencialmente, até as 14h. O evento é aberto a todos, mas a inscrição, que é gratuita, é obrigatória para quem tiver interesse em receber certificado.

Com o tema “Ciência e Inovação nas Fronteiras da Bioeconomia, da Diversidade e do Desenvolvimento Social”, a SBPC leva à capital sul-mato-grossense uma programação entusiasmante, com mais de 250 atividades, e a participação de pesquisadores renomados, nacionais e internacionais, e gestores do sistema estadual e nacional de CT&I.

A programação científica se soma às atividades da SBPC Inovação, SBPC Afro e Indígena e SBPC Educação. No total, serão realizadas, ao longo da semana, 67 conferências, 59 mesas-redondas, 40 encontros, 16 rodas de conversa, 9 sessões especiais, 5 palestras, 4 assembleias e 3 oficinas. Além disso, serão oferecidos 44 minicursos, com carga horária de 8 horas, em diversas áreas do conhecimento.

Entre os destaques da programação está o lançamento, no dia 22, da edição 2019 da Pesquisa de Percepção Pública da Ciência e Tecnologia no Brasil, estudo realizado pela SBPC, junto ao Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O evento contará também com uma conferência do ministro Marcos Pontes, na sexta-feira, 26 de julho.

O tema do evento deste ano permeará grande parte das discussões propostas na programação, como as sessões “Biodiversidade e bioeconomia: riscos, oportunidades e o impasse brasileiro”, “Os impactos econômicos e sociais da ciência e tecnologia”, entre outras, que debaterão o potencial da biodiversidade brasileira, a flora do Mato Grosso do Sul, as mudanças climáticas, a bioeconomia como projeto mobilizador nacional e a cooperação internacional em pesquisa.

A situação política atual do País será debatida em diversas sessões. Entre elas, serão apresentados balanços das ações do novo governo em C&T, Educação e em questões sociais. Estão programados ainda debates sobre “A crise da democracia no Brasil” e “Como a ciência pode contribuir para as políticas públicas”.

Continue lendo.


Fonte: terra.com.br/Revista Planeta