Sistema de nuvem otimiza contratação de profissionais para o Centro Hospitalar da Fiocruz - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

(Foto: Raquel Portugal/Fiocruz Imagens)

Fiotec realizou a contratação de 1,5 mil profissionais para o Centro Hospitalar para a Pandemia de Covid-19, do INI/Fiocruz, localizado em Manguinhos, no Rio de Janeiro. Para realizar tal volume de contratações em tempo recorde, a instituição lançou mão da infraestrutura tecnológica em nuvem, fornecida pela empresa parceira Claranet CorpFlex

Segundo Evandro Gonçalves, gerente de Tecnologia da Informação da Fiotec, o sistema de nuvem privada foi crucial para o andamento da seleção desses novos colaboradores. “Com a atuação da Fiotec e o suporte em nuvem da Claranet CorpFlex, otimizamos a contratação de novos profissionais, atendendo mais rapidamente demandas geradas pelo coronavírus“, conta.

Em ambiente digital tradicional, qualquer tipo de falha no servidor leva mais tempo para ser resolvida, trazendo indisponibilidade para os usuários. Em uma nuvem privada, o servidor pode ser substituído sem causar estes problemas. Evandro explica que isso tem um impacto gigantesco: "Por exemplo, a Fiocruz lida com pagamentos e quando há indisponibilidade do ERP, se não estivermos na nuvem, o transtorno é em cascata, comprometendo o relacionamento com fornecedores e serviços”.

A tecnologia também facilitou a adaptação do trabalho em home office, com a possibilidade de acesso de forma segura e em qualquer lugar. Com a migração, os custos de tecnologia foram reduzidos em 40% e, por isso, está prevista a transferência completa a longo prazo. “Vamos ter uma nova realidade de trabalho daqui para a frente, possibilitando que as pessoas trabalhem intensa e remotamente em qualquer situação”, finaliza Evandro.

 

Com informações extraídas de entrevista publicada pela Claranet CorpFlex.