Fiocruz lança projeto de enfrentamento à Covid em favelas - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

(Foto: Peter Ilicciev)

O projeto Conexão Saúde: de olho na Covid, que propõe medidas inovadoras para o enfrentamento da pandemia em favelas, foi lançado hoje (19/8) através de um bate papo com diversos profissionais transmitido pelo canal da Fiocruz no Youtube. Ele é resultado da união de esforços e experiências da Fiocruz, Conselho Comunitário de Manguinhos e das iniciativas Redes da Maré, Dados do Bem, SAS Brasil e União Rio.

Com mediação da jornalista Márcia Correia e Castro, o encontro virtual contou com a participação do médico e escritor Dráuzio Varella, da pesquisadora clínica da Fiocruz, Dra. Margareth Dalcolmo, da presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, e do chefe de gabinete da presidência da Fiocruz e coordenador do projeto, Valcler Rangel. Também estiveram presentes representantes das favelas da Maré e de Manguinhos, como Eliana Souza Silva, diretora do projeto Redes da Maré, e Patrícia Evangelista, representante do Conselho Comunitário de Manguinhos. Os parceiros do projeto foram representados por Eduardo Pádua, do movimento União Rio, Adriana Mallet, do SAS Brasil, e Fernando Bozza, representando o aplicativo Dados do Bem

O debate principal girou em torno da importância da articulação entre a Fiocruz, a iniciativa privada e as lideranças comunitárias para que o projeto pudesse ser idealizado e, agora, para que seus resultados possam ser acompanhados na prática. Patrícia e Eliana destacaram as dificuldades que os moradores enfrentam nas favelas, e veem no projeto uma oportunidade das instituições se aprofundarem em relação à essa realidade e deixarem um legado. Além disso, as medidas do projeto também envolvem uma integração com o Sistema Único de Saúde (SUS), buscando soluções inovadoras e criativas. 

A articulação de todos os parceiros envolvidos foi uma ação do União Rio, responsável por integrar esforços e expertises para a viabilidade do projeto; SAS Brasil, com a experiência de acompanhamento por telemedicina; Dados do Bem, com um aplicativo que permite a avaliação de sinais clínicos e epidemiológicos para testagem molecular, além de mapeamento de distribuição do vírus; Fiocruz, que coloca à disposição sua capacidade de produção e processamento de testes; e a Redes da Maré e o Conselho Comunitários de Manguinhos, responsáveis por toda a mobilização local.

O Conexão Saúde: de olho na Covid recebeu cerca de R$ 1,6 milhões do Todos pela Saúde, iniciativa liderada pelo Itaú Unibanco que financia diversas ações para o enfrentamento da pandemia, por meio do fundo “Unidos contra a Covid-19”, cuja gestão financeira é feita pela Fiotec.

O vídeo pode ser conferido na íntegra clicando aqui.