Fiocruz Pernambuco identifica nova variante da Covid-19 - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.


(Foto: Josué Damacena/Fiocruz Imagens)

A Frente de Vigilância Genômica de SARS-CoV-2 do Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz Pernambuco) identificou uma nova linhagem de Covid-19, em circulação no estado, a JN.1, conhecida como Pirola. A identificação aconteceu por meio do sequenciamento genômico, com amostras de pacientes enviadas pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen/PE) provenientes das cidades Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Ouricuri, Paulista, Recife e Salgueiro.

Segundo o pesquisador Marcelo Paiva, a presença da variante é mais um indício da tendência da elevação do número de casos que está sendo observado no estado. “Recebemos um conjunto de amostras do Lacen/PE e ao processá-lo, foi identificado a circulação de uma nova linhagem, uma sub variante da Ômicron conhecida como Pirola, que está em circulação aqui no estado. Essa variante está associada ao aumento do número de casos que está sendo observado não só aqui, mas em outros estados”, disse. 

Ao todo 46 amostras foram processadas para o sequenciamento, dos quais foi possível obter 30 genomas com qualidade acima de 90% de cobertura. Desses 30 genomas, todos foram identificados como da linhagem e sublinhagens da Ômicron (B.1.1.529- like e BA-like). Entre estas, foi detectado 1 genoma pertencente à linhagem JN.1 também conhecida como Pirola, que vem causando um aumento expressivo de casos no estado do Ceará, esta é a primeira detecção desta linhagem no estado de Pernambuco. 

Os dados em questão são computados semanalmente na plataforma da Rede Genômica Fiocruz para compor o panorama de circulação das linhagens em todo o país.


Fonte: Agência Fiocruz de Notícias (AFN)