Programa Academia Carioca é inaugurado durante “Fiocruz Pra Você”, no último sábado (18/8) - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

Foto: reprodução Facebook Ensp/FiocruzA 25ª edição do “Fiocruz Pra Você”, realizado este ano nos campi Manguinhos e do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), na cidade do Rio de Janeiro, e no Palácio Itaboraí, em Petrópolis, aplicou mais de 3.300 doses da vacina tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e de poliomielite em crianças que participaram do evento. A ação integrou o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde (MS), ações de arte e cultura e atividades ligadas à saúde.

Um dos destaques da programação aconteceu na cidade do Rio, no campus Manguinhos. Trata-se da inauguração do Programa Academia Carioca na Fiocruz, com a proposta de ser um espaço mobilizador de promoção da saúde, centrado na inserção da atividade física regular nas unidades básicas de saúde. A iniciativa é resultado da parceria entre o projeto Teias – Escola Manguinhos, que conta com o apoio da Fiotec, e a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. A academia funcionará integrada ao Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria e vai atuar na região expandindo o conceito de promoção de saúde, com ênfase em atividades físicas, e ampliando a atenção à saúde como espaço inovador de práticas de cuidado, ensino e pesquisa.

Na ocasião, Nísia Trindade, presidente da Fiocruz, ressaltou como a inauguração do espaço reflete o ideal de saúde posto em prática nas atividades do evento. "A Fiocruz quer ser uma casa aberta e, para isso, ela tem que ser da sociedade, particularmente daquela parte da sociedade que vive tão perto de nós. Vivemos um momento difícil, em que estamos submetidos à questão da violência, da segurança. E não dá para falar de promoção da saúde, se não tivermos um espaço para ter paz, se exercitar, de convívio. Então, a gente mostra aqui também que a comunidade precisa desse tipo de espaço. Vai ser muito bom ver esse trabalho diariamente aqui e ver esse campus cada vez mais integrado à nossa cidade. Que esse espaço possa ser de integração entre moradores e trabalhadores".

O projeto Teias – Escola Manguinhos trabalha em diversas frentes com o objetivo de levar serviços de saúde, educação e assistência social à população vizinha ao principal campus da Fiocruz. De acordo com Gisele O’Dwyer, coordenadora da iniciativa, os moradores da região ansiavam por um espaço de promoção à saúde nos moldes da academia. “Há dois anos, sempre com a participação das pessoas por meio do Conselho Gestor Intersetorial, iniciávamos o processo de idealização da academia. Além dos exercícios, o espaço possibilita um espaço de convivência, além de aumentar o vínculo entre a população e a clínica”. E completa: “é uma estratégia para o enfrentamento da diabetes, hipertensão, obesidade, depressão, entre outras. Os encontros regulares possibilitados pela academia serão muito potentes”.

*Com informações da Agência Fiocruz de Notícias (AFN)