Projeto Teias – Escola Manguinhos visa transformar condições de vida da população - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

O Território Integrado de Atenção à Saúde (Teias) - Escola Manguinhos é um dos projetos de maior amplitude já gerenciados pela Fiotec. Considerada uma das prioridades da Fiocruz, a iniciativa tem como objetivo promover o acesso às ações e aos serviços de saúde, além de garantir melhorias nas condições de vida da população do bairro Manguinhos, no Rio de Janeiro. A região de Manguinhos, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, é composta por 13 comunidades, com cerca de 50 mil moradores, e apresenta um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do município (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento-PNUD/2009). Com a implantação Teias - Escola Manguinhos, a expectativa é transformar o local em um espaço que integre cuidado à saúde com ações em educação, cultura, assistência social, esporte e lazer.

O projeto começou a ser desenhado em 2009, quando se iniciou uma articulação interna entre diferentes Unidades da Fiocruz – incluindo a Escola de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp), que hoje coordena as ações – com a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro. A Fiotec, que tem por objetivo apoiar ações realizadas pelas unidades técnicas da Fiocruz, já gerenciava outros projetos ligados às Equipes de Saúde da Família (ESF) do Centro de Saúde Escola da Ensp e passou a apoiar o projeto Teias - Escola Manguinhos, a partir de sua qualificação de Organização Social (OS).

Atualmente, o projeto é composto por 13 Equipes de Saúde da Família (ESF), divididas em duas unidades: Clínica da Família Victor Valla e Posto de Saúde da Família (PSF) Manguinhos. O cadastramento de todos os moradores do território foi concluído, e o número ultrapassa 5,5 mil famílias atendidas.

As atividades desenvolvidas incluem ações de promoção, prevenção e assistência em saúde. Para isso, reúne as competências das equipes de Saúde da Família, Saúde Bucal, Centros de Atenção Psicossocial e Núcleos de Apoio às Equipes de Saúde da Família, que vão atuar como uma pequena rede social e assistencial, com ações de ensino, pesquisa e inovação.

Além disso, foram implantados 11 Observatórios de Tecnologia em Saúde (OTICS), desenvolvidos em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT) e a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), com o Programa de Formação de Agentes Locais em Vigilância em Saúde - Proformar. O objetivo é capacitar profissionais do SUS, produzir e distribuir materiais de informação e formação em saúde.

A iniciativa faz parte do Programa Mais Saúde – Direito de Todos, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na Saúde, que possui como metas a ampliação da atenção básica para 130 milhões de brasileiros, a oferta de atenção hospitalar de qualidade em todos os níveis para o conjunto da população e organização de redes assistenciais.

Fonte: Ensp/Fiocruz (texto modificado)
Foto: Peter Ilicciev

*Matéria publicada na revista Tecnologia Cidadã, do Confies.