Dicionário de Favelas desenvolve página especial sobre o Covid-19 - Fiotec

Fique por dentro

Por favor, selecione quais conteúdo deseja receber da Fiotec:

Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento clicando no link no rodapé dos nossos e-mails.

Nós usamos Mailchimp como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para se inscrever, você reconhece que suas informações serão transferidas para a Mailchimp para processamento. Saiba mais sobre as práticas de privacidade da Mailchimp aqui.

Covid 19 Favelas site(Foto: Divulgação/Voz das Comunidades)

Como forma de combate ao Covid-19, a página do Dicionário de Favelas Marielle Franco coletou e disponibilizou informações para a população sobre o enfrentamento ao novo coronavírus nas periferias.

O objetivo da plataforma é visibilizar as demandas específicas que as comunidades têm, diante da atual situação de emergência na saúde pública. A iniciativa já publicou cinco seções especiais sobre o vírus, todas disponíveis na página do dicionário.

As seções trazem iniciativas de coletivos locais para coleta de alimentos e outras doações, notícias sobre a disseminação do vírus, estratégias para lidar com a pandemia e um espaço para moradores e coletivos expressarem o que estão vivendo. A última divisão é dedicada a pesquisas que refletem sobre o avanço do coronavírus nas favelas.

Desenvolvido pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), com apoio da Fiotec, o Dicionário reúne conhecimentos diversos sobre as favelas da cidade do Rio de Janeiro, que historicamente ficavam pulverizados e com pouca divulgação.

A plataforma idealizada por Sônia Fleury, pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, foi tema da edição 16 do informativo Conexão Fiotec-Fiocruz. Na época, o Dicionário já reunia mais de 270 verbetes e contava com a colaboração de 71 pessoas, de diversas comunidades do Rio.