ONU alerta para mudanças climáticas - Fiotec

aquecimento global onuNo ano de 2021, os eventos internacionais trataram a emergência climática como temática principal e urgente. Entre os assuntos mais preocupantes estão os extremos climáticos devastadores e relatórios científicos sobre o clima e biodiversidade, que reúnem dados alarmantes, podendo ser uma ameaça existencial à vida na Terra.

Essas mudanças climáticas têm relação direta às ações do homem, consequentemente gerando incidentes de condições meteorológicas extremas. Para restaurar o equilíbrio, é necessária uma reformulação na forma como se interage com a natureza, como foi discutida na Conferência do Clima da ONU (COP26). Pensando nisso, o serviço de notícias da ONU, UN News, reuniu as principais informações sobre assuntos climáticos em uma retrospectiva dividida em relatórios publicados no ano passado.

O relatório do Estado do Clima Global, da Organização Meteorológica Mundial (OMM), alertou que a temperatura média global já havia subido cerca de 1,2ºC em abril, posto que o ideal é que essa seja mantida em um máximo de 1,5ºC acima dos níveis pré-industriais. Isso reforça a possibilidade de ultrapassar esse número máximo nos próximos cinco anos e, em um estudo ambiental da ONU divulgado em outubro, o mundo está caminhando para 2,7ºC ainda neste século.

Outros relatórios mostraram que as concentrações de gases de efeito estufa estão em níveis recordes e que o planeta está a caminho de um superaquecimento perigoso, em que as consequências incluem eventos climáticos extremos mais frequentes, como inundações e incêndios florestais. Segundo a OMM, nas últimas décadas, o aumento de desastres naturais afetou desproporcionalmente os países mais pobres, contribuindo para insegurança alimentar e pobreza.

Para saber mais, acesse o site oficial da ONU no Brasil.